Correção: 41 policiais são presos por cobrar propina

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção no título. Quarenta e um policiais (36 PMs e 5 civis) foram presos nesta terça-feira. Segue o texto com o título corrigido:

FÁBIO GRELLET E MARCELO GOMES, Agência Estado

30 de abril de 2013 | 20h17

Quarenta e um policiais (36 PMs e 5 civis), além de outras 13 pessoas, foram presas nesta terça-feira, 30, acusadas de cobrar propina de camelôs e mototaxistas ilegais para permitir que eles trabalhassem, nos bairros de Honório Gurgel, na zona norte do Rio, e Bangu, na zona oeste. Ao todo, 78 mandados de prisão haviam sido expedidos, sendo 53 contra PMs e 7 contra policiais civis.

Segundo as investigações, o grupo exigia R$ 70 de camelôs que vendiam mercadorias "pirateadas", enquanto quem vendia mercadorias lícitas tinha que pagar R$ 10. Os denunciados são acusados dos crimes de formação de quadrilha, concussão e roubo.

Tudo o que sabemos sobre:
OPERAÇÃO COMPADRERIOcorrige

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.