Correção: Manifestantes deixam sede do Incra

A nota enviada anteriormente tinha um erro. Os manifestantes deixaram a sede do Incra, e não do IBGE. Segue a nota corrigida:

VANNILDO MENDES, Agencia Estado

20 de março de 2009 | 11h16

Depois de um acordo intermediado pelo ouvidor agrário nacional Gercino José da Silva, os sem-terra ligados à Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf) deixaram a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que haviam invadido na manhã de ontem. Eles deixaram o prédio por volta da meia-noite de ontem, depois da confirmação de Gercino de que o governo vai reabrir as negociações a partir de hoje.

A pauta de reivindicações inclui habitação, recursos para infraestrutura dos assentamentos no entorno do Distrito Federal e mais verba para a produção rural. O prédio do Incra foi invadido ontem, por volta das 6h30, por cerca de 700 manifestantes. Parte do grupo aguarda agora a retomada das negociações do lado de fora do prédio.

Tudo o que sabemos sobre:
terrainvasãoIncra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.