Correções das redações do Enem são divulgadas

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) colocou à disposição dos estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio 2012 (Enem) a correção de sua redação. Para acessá-la, o estudante deve acessar o site do Enem e inserir o CPF ou o número de inscrição e a senha.

O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2013 | 02h01

As correções têm finalidade pedagógica, ou seja, não é possível pedir recurso. Segundo o Inep, foram corrigidas 4.113.558 redações - 1,82% estava em branco e 1,76% obteve nota zero. As notas foram divulgadas em dezembro.

No início do ano, estudantes recorreram à Justiça para ter acesso à correção antes do período de inscrição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pelo qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos que fizeram o Enem.

Alguns casos ameaçaram o cronograma do Sisu - em Bagé, por exemplo, a Justiça Federal chegou a decidir que o Ministério da Educação (MEC) só poderia encerrar o prazo de inscrição após o julgamento de uma ação. Tribunais regionais federais suspenderam liminares que determinavam a vista antecipada, entendendo que o edital prevê só a vista pedagógica. Muitos estudantes se dizem injustiçados.

Em nota, o MEC disse que os "critérios de correção das redações do Enem foram aperfeiçoados e são mais rigorosos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.