Corregedoria da Polícia Civil irá operar 24h por dia

Após a prisão de policiais da cúpula do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) de São Paulo na sexta-feira, 19, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou nesta terça-feira que a Corregedoria da Polícia Civil irá operar 24 horas por dia para receber possíveis denúncias da população. "É preciso corrigir possíveis desvios de policiais", disse. "Por isso, vamos ampliar a ação da Corregedoria para ajudar nesse trabalho."

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 13h28

Alckmin evitou detalhar a medida que será, de acordo com ele, anunciada pelo secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. O governador de São Paulo, no entanto, comentou a possível greve anunciada por policiais civis para o dia 1.º. Alckmin disse que o governo de São Paulo está aberto a negociações e lembrou que destinará R$ 700 milhões ao longo de 2013 para o pagamento da incorporação ao salário do chamado adicional de local de trabalho recebido por todos os policiais do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Geraldo AlckminCorregedoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.