Corte no Orçamento não afetará Minha Casa, Minha Vida--ministra

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, reiterou nesta sexta-feira, um dia após o lançamento da segunda etapa do Minha Casa, Minha Vida, que os recursos para o programa não serão afetados pelo corte no Orçamento da União.

REUTERS

17 Junho 2011 | 09h56

"(O orçamento está) todo mantido. Inclusive, neste ano, nós temos 5 por cento a mais de recursos no programa Minha Casa, Minha Vida do que tivemos no ano de 2010", disse Miriam durante o programa Bom Dia, Ministro. "Nós não temos nenhuma preocupação."

Segundo Miriam, foram entregues 300 mil unidades no âmbito da primeira fase do programa, que contratou 1 milhão e 3 mil moradias no país, e outras 300 mil devem ser concluídas até o final do ano.

Na quinta-feira, a presidente Dilma Rousseff lançou a segunda etapa do Minha Casa, Minha Vida, principal programa habitacional do governo federal, com a expectativa de contratar ao menos 2 milhões de unidades entre 2011 e 2014, e com recursos de 125,7 bilhões de reais.

No início do ano, o governo anunciou um corte de 50 bilhões de reais no Orçamento.

(Por Hugo Bachega; Edição de Eduardo Simões e Vivian Pereira)

Mais conteúdo sobre:
MACRO ORCAMENTO MINHACASADOIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.