Cotação do milho cai com colheita da safrinha

Preço do grão, que caiu mais de 10% na semana passada, e queda das exportações preocupam vendedores

O Estado de S.Paulo

30 Julho 2008 | 01h40

Os preços do milho caíram 10,7% no mercado de balcão e 11,3% no mercado de lotes desde o início do mês, segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Na semana passada, o Indicador Esalq/BM&F (referência para Campinas) caiu 5,22%, fechando a R$ 26,32/saca sexta-feira. Na parcial do mês, o Indicador acumula queda de 8,58%.Segundo o Cepea, os preços caíram em média 7% no mercado de balcão e 5,9% no de lotes na semana passada. A desvalorização do produto foi percebida em todas as praças de comercialização.Na semana, os preços recuaram 3% em Passo Fundo (RS) e até 9,45% em Cascavel (PR). Na sexta-feira, a indicação de preço em Passo Fundo era de R$ 25,88/saca ante R$ 26,71/saca na sexta-feira da semana anterior. No caso de Cascavel, o preço é de R$ 21,09/saca ante R$ 23,29/saca na semana anterior.As cotações estão pressionadas pela colheita da safrinha, que avança em todas as áreas produtoras. Um corretor comenta que os preços no mercado interno a partir desta semana devem recuar aos níveis da paridade de exportação e acionar as ordens de compra.MERCADOOs técnicos do Cepea observam que as exportações de milho, que já haviam se reduzido em junho, seguem lentas em julho, o que preocupa vendedores. ''No Porto de Paranaguá, não há registros de navios atracados aguardando para embarcar o grão.''No mercado sul-mato-grossense os corretores estão mais pessimistas. O recuo nas cotações na última semana tirou os vendedores do mercado. Na avaliação de um corretor, no curto prazo os consumidores precisam elevar suas propostas de compra para despertar interesse do vendedor.

Mais conteúdo sobre:
milhocotação baixa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.