Cozinheira de madame

Receitas que passam de casa para casa

Lucinéia Nunes,

04 Março 2010 | 14h12

A mineira Maria José Ferreira Galdino cozinhava pouco quando começou a trabalhar na casa da empresária Carmen Lúcia Fló Cosenza, em 1979. Mas, com a ajuda da patroa, dominou forno e fogão, passando a dedicar boa parte do tempo à culinária.   Na época, o marido de Carmen estudava na França, e ela trazia de lá receitas, além de utensílios que não eram vendidos por aqui. "Foi assim que a Maria José aprendeu a fazer suflês", conta Carmen, que agora divide a cozinheira com a filha e outras mulheres da família.   Veja também: Receita de torta de cebola   Maria José gosta tanto de cozinhar que quando chega em casa continua mexendo nas panelas. E ainda faz bolos por encomenda. O bolo de nozes e o pavê de chocolate com creme de baunilha e biscoito champanhe são os preferidos na casa de Carmen. Entre os salgados, Maria José destaca a torta de cebola, que ela ensina a preparar na receita ao lado.   "É muito fácil. Dá para fazer a massa usando apenas a farinha de trigo tradicional. Ou, se não quiser ter trabalho, comprar uma massa folhada pronta para assar", explica a cozinheira.   "Tudo o que Maria José faz é muito gostoso, do rosbife na panela às tortas, como esta de cebola e a de alho-poró feita com o ingrediente fresquinho que colho na minha horta lá em Campos do Jordão", afirma Carmen.    

Mais conteúdo sobre:
Cozinheira madame receita Paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.