CPI aprova quebra de sigilo de ex-diretores da Infraero

Depois de aprovar a quebra dos sigilos da diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu, a CPI do Senado que investiga a crise aérea aprovou requerimento da quebras de sigilos bancário, telefônico e fiscal de mais dez ex-dirigentes da Infraero, desde a gestão de Carlos Wilson. São os seguintes os ex-dirigentes que terão sigilo quebrado: Eleuza Terezinha, ex-diretora de engenharia; Adenauer Figueira, ex-diretor financeiro; José Wellington Moura, ex-diretor comercial; Josefina Pinho Vale, ex-chefe da Procuradoria Jurídica; Pérsio Ivan de Barros, ex-diretor comercial, Roberto Spinelli, ex-gerente comercial; Marco Antonio de Oliveira, diretor administrativo; Eurico Loyo, assessor de engenharia de Carlos Wilson; Sandra Helena, gerente regional de Brasília.

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

21 de agosto de 2007 | 13h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.