Crédito ao consumidor dos EUA cresce além do esperado em janeiro

O crédito ao consumidor norte-americano expandiu-se mais do que o esperado em janeiro, com pessoas tomando empréstimos para comprar carros e estudar, apesar das operações via linhas rotativas de crédito caírem pela primeira vez em cinco meses.

REUTERS

07 Março 2012 | 18h38

O crédito total ao consumidor cresceu em 17,776 bilhões de dólares em janeiro, mais que a expansão em 10 bilhões de dólares que era esperada por analistas segundo uma pesquisa da Reuters.

Créditos não-rotativos, que incluem financiamento de automóveis, bem como crédito estudantil concedido pelo governo, cresceram 20,723 bilhões de dólares durante o mês.

Este foi o maior aumento em dólar desde novembro de 2001, quando o crédito estava oscilando após os ataques de 11 de setembro em Nova York e Washington.

O crédito rotativo, que mede principalmente o uso de cartões de crédito, caiu em 2,947 bilhões de dólares em janeiro. Este foi o primeiro declínio desde agosto.

(Por Jason Lange)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMO EUA CREDITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.