Crédito novo cai 8,7%, inadimplência renova recorde

As novas concessões de crédito no Brasil registraram queda de 8,7 por cento em julho ante junho na comparação da média diária, informou o Banco Central nesta quarta-feira.

REUTERS

26 Agosto 2009 | 11h16

A inadimplência aumentou pelo oitavo mês seguido no período, em 0,2 ponto percentual, e atingiu 5,9 por cento. O dado diz respeito à parcela dos saldos em atraso acima de 90 dias e é o maior da série histórica, como havia sido também no mês anterior.

O crescimento da inadimplência ocorreu a despeito de uma nova queda da taxa média de juros cobrada pelas instituições, de 0,6 ponto, para 36 por cento --menor nível desde dezembro de 2007 (33,8 por cento).

O spread, diferença entre custo de captação dos bancos e as taxas cobradas dos clientes, caiu 0,4 por cento em julho, para 26,8 pontos percentuais

O estoque total das operações de crédito no país cresceu 2,6 por cento em julho, a 1,311 trilhão de reais, o equivalente a 45 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). Em junho, essa relação era de 43,9 por cento.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Mais conteúdo sobre:
BACENCREDITOJULHOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.