Cresce nº de alunos de públicas aprovados na USP

A proporção de alunos que estudaram na rede pública e foram aprovados no último vestibular para a Universidade de São Paulo (USP) subiu para 28% em relação ao ano anterior. Em 2011, esse porcentual foi de 26%. A universidade conseguiu matricular neste ano 3.038 alunos que estudaram em escola pública, equivalente ao porcentual de 28% das 10.852 vagas ofertadas em 2012. Os números foram divulgados pela universidade nesta sexta-feira.

AE, Agência Estado

13 Abril 2012 | 16h26

A pró-reitora de Pós-Graduação da USP, Telma Zorn, vê com grande entusiasmo os resultados do programa de inclusão de alunos de escolas públicas na universidade. "É importante dar confiança às famílias que tem filhos em escolas públicas que é possível que ele chegue à USP", disse.

A universidade quer que o número de inscritos pelo Programa de Avaliação Seriada da USP (Pasusp) ­- para alunos que sempre estudaram em escolas públicas - continue crescendo, além do número de estudantes com esse perfil que se inscrevem como treineiro. A participação na Fuvest desses estudantes, segundo Zorn, é preponderante para que a USP passe a ser cada vez mais democrática.

Criada em 2006, essa política foi alterada a partir do último vestibular para tentar aumentar o índice. Para alunos que estudaram apenas o ensino médio em escola pública, o aluno consegue bônus de até 8% - dentro do programa chamado Inclusp. Para o aluno que fez toda e educação básica na rede pública, dentro do Pasusp, o bônus chegou este ano até 15%. A atual gestão da pró-reitoria preferiu não traçar metas para a inclusão desse perfil de aluno.

Mais conteúdo sobre:
educaçãoInclusp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.