Criador de show de calouros diz que errou com Susan Boyle

Escocesa que se tornou celebridade mundial vem sofrendo com estresse desde derrota em programa.

BBC Brasil, BBC

20 Junho 2009 | 19h15

O principal jurado e criador do programa de calouros britânicos Britain's Got Talent, Simon Cowell, admitiu em artigo assinado, publicado pelo jornal britânico Daily Mail deste sábado, ter cometido erros ao lidar com a cantora escocesa Susan Boyle, que desde que foi derrotada na final vem sofrendo com estresse.

Cowell disse que hoje "ficou claro para mim que não lidamos com a situação de Susan tão bem quanto poderíamos".

A cantora de 48 anos, que se transformou em uma celebridade internacional depois de sua primeira apresentação no programa, já foi internada em uma clínica psiquiátrica e desfalcou vários shows da turnê nacional do Britain's Got Talent. Só neste sábado, ela se ausentou de duas apresentações, embora na segunda-feira, deva voltar aos palcos para cantar no Wembley Arena, em Londres.

Cowell escreveu ainda que não está no ramo do showbusiness para perturbar uma "simpática senhora" como Boyle, apesar de acrescentar que não sabe de que outra forma os organizadores poderiam ter agido.

Ele afirmou que, logo depois da primeira apresentação da escocesa, pensou que "ela tinha se saído bem, mas nada sensacional".

"Certamente, não pensei: 'aqui está um fenômeno que vai se transformar na mulher mais famosa do mundo. Será que ela vai conseguir lidar mentalmente com isso?'"

'Apenas excêntrica'

Para ele, Boyle tinha uma "aparência um pouco excêntrica e personalidade, mas só isso".

Mas os problemas de Boyle teriam começado ainda antes da semi-final, com "ligações da equipe de produção", embora Boyle tivesse garantido que estaria disposta a continuar.

No entanto, Cowell admitiu ter percebido o grau de perturbação de Boyle logo depois que o grupo de dança Diversity foi anunciado vencedor do programa.

"Olhei para o rosto dela e pensei: 'Jesus, ela não sabe comol lidar com o fato de não ter ganhado'"

Boyle acabou internada, mas teve alta a tempo de participar da turnê dos vencedores do programa. No entanto, não cantou em quatro cidades britânicas.

No artigo do Daily Mail,Cowell escreveu ainda que chegou a perguntar à família da cantora se os organizadores "acertaram ou erraram" ao convidá-la a participar dos shows.

"E eles disseram, unanimamente, que fizemos a coisa certa", escreveu o empresário britânico.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.