Criador obtém informações

O pecuarista vencedor do Circuito Boi Verde do ano passado, André Ribeiro Bartocci, que produz, para abate, 3.500 bovinos por ano, no município de Caarapó (MS), diz que uma das vantagens de participar do circuito é a oportunidade de mensurar a qualidade dos animais de corte que a fazenda produz. ''''Independentemente de ganhar a prova ou não, tiramos dados importantes, analisamos o que o mercado e o consumidor estão querendo'''', diz.Em Caarapó, os bovinos são criados 100% a pasto e o lote ganhador, abatido em Nova Andradina (MS), no Frigorífico Independência, ''''foi uma amostra do rebanho'''', diz Bartocci. ''''Não criamos lotes separados exclusivamente para participar do Circuito Boi Verde'''', diz.Ganhar a prova foi mais uma prova do bom padrão do gado criado por Bartocci. ''''Mais uma prova porque eu já negocio meu rebanho com um frigorífico que me paga um adicional pela qualidade e padronização da carcaça, além de um adicional pela qualidade do couro'''', diz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.