Criança morre afogada em ônibus escolar no DF

Segundo o Corpo de Bombeiros, o motorista tentou passar com o veículo por um ponto de alagamento

AE, Agência Estado

09 Outubro 2013 | 22h28

Uma menina de seis anos morreu afogada dentro de um ônibus escolar durante um forte temporal que atingiu Ceilândia, na periferia de Brasília, na noite da última terça-feira, 8. Segundo o Corpo de Bombeiros, o motorista tentou passar com o veículo por um ponto de alagamento, sob um viaduto localizado embaixo de uma linha de metrô, quando o carro quebrou e foi tomado pela água. Testemunhas disseram que a água chegou a dois metros de altura, cobrindo boa parte do veículo.

Giovana Moraes, de 6 anos, chegou a ser socorrida, mas os médicos constataram a morte por afogamento. Havia 25 passageiros no veículo, sendo dois adultos. A menina estava presa ao cinto de segurança e não conseguiu se desvencilhar a tempo de escapar. Um estudante, que escapou pelo teto do ônibus, ainda mergulhou de volta para tentar tirá-la do banco onde estava presa.

Das quatro crianças que permaneciam internadas, três receberam alta na manhã desta quarta-feira, 9, e uma permanece internada, com quadro estável.

Inquérito. A Polícia Civil do Distrito Federal abriu inquérito para responsabilizar o motorista Francisco Alves por homicídio culposo. O delegado da 15ª DP, em Ceilândia, Mauro Leite, disse que o motorista do ônibus deve ser indiciado porque existe a suspeita de que ele tentou atravessar a área alagada em vez de parar o ônibus, causando o acidente. Segundo relato das crianças, o condutor foi alertado para não tentar ultrapassar o ponto de alagamento.

As crianças voltavam sempre com a mesma dupla de motorista e monitor. A Secretaria de Educação do DF lamentou a tragédia e informou que está acompanhando o caso.

Mais conteúdo sobre:
Criança Afogamento DF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.