Criança morre com suspeita de dengue em Sergipe

Sobe para 15 o número o número de mortes na cidade pela doença, sendo 7 já foram confirmados

ANTÔNIO CARLOS GARCIA, Agencia Estado

15 de abril de 2008 | 19h20

Mais uma criança morreu nesta terça-feira, 15, em Aracaju com suspeita de dengue hemorrágica, pouco menos de 24 horas depois de internada no Hospital de Urgência João Alves Filho (Huse), na capital. Com isso, sobe para 15 o número de pessoas que mortas em Sergipe com suspeita da doença, sendo que em sete desses casos foi confirmada dengue hemorrágica. Os outros oito aguardam confirmação. Até segunda-feira, 14, de acordo com boletim semanal do Programa Estadual de Controle da Dengue, foram notificados no ano 4.836 casos no Estado, sendo que 2.619 foram confirmados. Isso significa que, em Aracaju e outros 19 dos 75 municípios sergipanos, já está configurada epidemia da doença.Das oito mortes confirmadas, cinco ocorreram em Aracaju e uma em Nossa Senhora do Socorro, Tobias Barreto e Itabaiana. O número de casos graves é maior entre as crianças. Na quinta-feira, 10, o Ministério Público Estadual define onde, como e a partir de quando entra em funcionamento o Centro de Sorologia, que vai dar suporte no primeiro atendimento a crianças com dengue, já que os hospitais estão superlotados por conta da epidemia.   Nesta terça-feira, 15, a promotora de Justiça Euza Missano visitou o auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Hospital Primavera. Ambos foram colocados à disposição do MP para a instalação do centro. A estrutura montada deverá contar com equipes pediátricas dos hospitais São Lucas, São José, Renascença e Unimed, mais técnicos de laboratório dessas unidades e das clínicas Lamac, Cemise e Homo, e vai atender pacientes de 24 planos de saúde.

Tudo o que sabemos sobre:
epidemiadengueNordesteSergipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.