Criança morre em abrigo de MG após usar antidepressivo

Adolescentes encontraram o remédio na cozinha do abrigo e o tomaram com o objetivo de se drogarem

Solange Spigliatti, estadao.com.br

14 de maio de 2008 | 11h10

Uma criança morreu e outras três estão em coma desde a noite de terça-feira, 13, após ingerirem antidepressivos em um abrigo em Divinópolis, Minas Gerais. Duas adolescentes que estavam passando mal confessaram a uma das monitoras do abrigo Homem de Nazaré, coordenado pela Fundação Pró-Humana, da Prefeitura de Divinópolis, que haviam tomado um medicamento usado como antidepressivo, que estava guardado em um dos armários da cozinha do orfanato. O objetivo, segundo depoimento dado à Polícia Militar, era o de se drogarem.Uma outra criança, de 9 anos, que também havia tomado o remédio, foi encontrada morta em seu quarto e três meninos, com idades de 9, 12 e 14 anos, foram socorridos e permanecem internados em coma. O estado de saúde é grave, segundo informações da Polícia Militar. As adolescentes que foram flagradas pela monitora foram liberadas após serem medicadas e retornaram ao abrigo.

Tudo o que sabemos sobre:
Minas Gerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.