Crianças obesas sofrem os mesmos riscos que os adultos

As crianças estudadaas apresentam níveis de colesterol no sangue semelhantes aos dos adultos obesos

Efe,

05 de setembro de 2007 | 18h13

As crianças obesas correm o mesmo risco de sofrer arterioesclerose e doenças do coração que os adultos com a mesma condição, segundo os resultados de um estudo de um grupo de médicos alemães.   O relatório, dirigido pelo especialista Wolfgang Koenig e apresentado no Congresso Europeu de Cardiologia, revela que a obesidade e, especialmente, sua forma mais aguda, chamada de "adiposidade", vem aumentando entre os jovens europeus.   As crianças apresentam níveis de colesterol no sangue semelhantes aos dos adultos obesos. "A obesidade constitui um fator de risco para o surgimento de doenças circulatórias, e provoca uma reação inflamatória no corpo que contribui para a evolução da arterioesclerose", explicou Koenig após ter examinado 462 jovens alemães de dez anos, entre outubro de 2004 e março de 2005.   O cardiologista qualificou as conclusões de "preocupantes", e acrescentou que essas crianças, apesar da pouca idade, provavelmente já sofrem transtornos vasculares.   "Isso constituiu um risco grave", alertou. Koenig pediu a médicos e autoridades sanitárias que tomem medidas urgentes para combater a obesidade e a adiposidade entre os jovens.   O Congresso Europeu de Cardiologia, que conta com a participação de cerca de 25 mil especialistas, foi encerrado nesta quarta-feira, em Viena, com uma série de recomendações a favor da saúde do coração, que incluem o combate ao tabaco e o incentivo à prática regular de exercícios físicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.