Crise deixa bilionários suíços menos ricos

Nem as grandes fortunas suíças resistiram à crise em 2009. Dados divulgados ontem sobre as 300 pessoas mais ricas do país conhecido por seus bancos indicam que os bilionários perderam US$ 10 bilhões no ano. Desde 2007, já ficaram US$ 80 bilhões menos ricos. Na lista, está o brasileiro Jorge Paulo Lemann, um dos principais acionistas da InBev.

, O Estadao de S.Paulo

04 Dezembro 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.