Crise faz Inglaterra cancelar salão do automóvel de 2010

O salão do automóvel é a maior exposição voltada ao consumo da Grã-Bretanha

REUTERS

19 de março de 2009 | 10h57

A indústria automotiva britânica cancelou o Salão Internacional do Automóvel da Inglaterra de 2010 por conta do declínio econômico que devastou a demanda por carros novos.

O Salão Internacional do Automóvel da Inglaterra tradicionalmente atrai grandes multidões, mas a Associação dos Fabricantes e Distribuidores de Veículos (SMMT) do pás afirmou que desafios sem precedentes enfrentados pela indústria tornaram o evento impossível para os expositores.

"A crise global de crédito colocou o setor automotivo sob uma pressão única e criou um nível de incerteza que impede que os fabricantes se comprometam com eventos internacionais de grande escala", disse o presidente-executivo da SMMT, Paul Everitt.

O salão do automóvel é a maior exposição voltada ao consumo da Grã-Bretanha.

Tudo o que sabemos sobre:
SALAOINGLATERRACANCELA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.