Crônica: 'Rainha Elizabeth'

Segui sempre o roteiro de sua vida, pois desde mocinha tinha fascinação por príncipes e princesas. Fiquei entusiasmada ao lhe ver fardada no tempo da guerra e imaginei seu sofrimento ao ver sua cidade bombardeada. Veja também: Jantando com Chico; Bocuse; Caymmi... Li muitos livros de M. Delli e acho que deixaram essa marca de príncipes em mim. Um mundo que, quando cresci, ficou tão diferente daquele meu conhecido. Sempre que havia recepções no Palácio de Buckingham, as quais tomava conhecimento pelas revista da época, imaginava qual seria o cardápio... Outra fantasia que tinha era entrar no palácio e ir direto para a cozinha, bisbilhotar o que estavam preparando. Na mesma hora achava que iria ter uma grande decepção, pois via rosbife com verduras cozidas... Mas não fazia mal. O importante era me sentir numa grande cozinha, de pé-direito alto, com várias panelas de cobre, e imaginar, que ali se cozinhava - e se cozinhou - para vários reis e rainhas. Na certa o chef me mostraria a pequena panela onde preparavam o porridge da rainha Vitória. Lembro-me de quando esteve em Salvador e a vi provar um beiju. Até hoje me pergunto qual foi sua sensação. O que sei é que fiquei encantada com sua pele, verdadeiramente uma porcelana. A imaginação viaja longe; e, hoje, faz de conta que voltou ao Brasil e irei cozinhar para você. Primeiro a levarei para uma praia baiana, com uma casa simples. Lá irei preparar um almoço bem gostoso, lembranças da menina que tanta fantasia viveu com sua pessoa. Você tirará as luvas, estará com um vestido leve de verão e sentirá a brisa do mar e dos coqueiros. Apesar de todos os seguranças, você sentirá uma certa liberdade naquele lugar e verá uma outra maneira de viver. O homem das lagostas chega na varanda e logo mais o do jumento, com os cocos. Claro que o primeiro coco partido será seu. E você, tão empolgada, bebe daquela água sem nem lhe passar pela cabeça que poderia estar envenenada. Não, não está envenenada. Está cheia de alegria e orgulho de uma menina que cresceu sonhando com reis e rainhas.

Bettina Orrico,

12 Novembro 2009 | 11h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.