Cruzeiro lembra 100 anos do naufrágio do Titanic

Um cruzeiro com os familiares de algumas das mais de 1,5 mil pessoas que morreram no naufrágio do Titanic, há quase 100 anos, zarpou ontem de Southampton, na Inglaterra, para recriar a viagem, incluindo uma visita ao lugar onde o transatlântico afundou.

LONDRES, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2012 | 03h04

O cruzeiro comemorativo ao centenário do naufrágio terá 12 noites e o mesmo número de passageiros. Assim como o Titanic, partiu de Southampton.

Os passageiros vão vestir trajes da época, como viajantes de primeira classe, tripulantes ou passageiros de segunda ou terceira classes. Graham Free, de 37 anos, vestido como um aristocrata, disse que estava nervoso enquanto esperava a sua vez de embarcar. "Sou fã do Titanic desde os 9 anos e este cruzeiro é a coisa mais próxima que eu posso aspirar", disse. "A viagem me custou uma soma considerável, mas mesmo assim eu quis."

Carmel Bradburn, de 55 anos, disse ser uma "fanática" do Titanic e rejeitou as críticas que dizem que essa é uma viagem de mau gosto. "Não creio que o cruzeiro seja mórbido. Recordar os que morreram não é mórbido."

Com 1.039 passageiros, o MS Balmoral seguirá a mesma rota que o Titanic. Os organizadores tentarão recriar a experiência da viagem inaugural - sem o naufrágio - desde a comida servida até a orquestra que interpretará a música da época. Turistas de 28 países fizeram reservas. O valor total da viagem varia de U$ 4.555 a U$ 9.520 por pessoa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.