Cteep: transmissão de energia em SP está no limite

Uma falha na Subestação Bandeirantes da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep) deixou sem luz 2,7 milhões de pessoas em 690 mil residências e estabelecimentos comerciais de 21 bairros da capital e de parte dos municípios de Taboão da Serra e Embu na manhã de ontem. A falha foi pontual no equipamento da Subestação Bandeirantes, mas o sistema de transmissão de energia elétrica em São Paulo operado pela Cteep está no limite, segundo o diretor de Operações da empresa, Celso Cerchiari.Ele afirmou que as subestações paulistas da empresa não irão resistir a novos incidentes. Cerchiari disse ainda que a capacidade de energia do Estado também está no limite e que não há condições de a empresa fazer manobras para distribuir energia elétrica quando há problemas em subestações.A interrupção durou das 8h45 às 9h37. A queda de energia foi provocada por uma descarga elétrica interna que desligou um disjuntor de alta tensão de um dos transformadores da subestação, localizada na zona sul. Moradores vizinhos à subestação disseram que houve uma forte explosão por volta das 8h45. Para a empresa, a explosão não passou de um ?barulho?. O governador José Serra (PSDB) disse que a secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Pena, está acompanhando o assunto e irá fazer um relatório sobre a pane. Segundo a Eletropaulo, durante a hora do ?apagão? foram recebidas 7 mil ligações de usuários por meio do telefone para emergências - em média, são 5 mil ligações diárias. O índice de congestionamento bateu novo recorde. No Aeroporto de Congonhas, o apagão provocou o fechamento do check-in por 15 minutos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE, Agencia Estado

05 de março de 2008 | 09h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.