Cuidado. Você vai ter de dividir a sua

Escandalosamente aromática, a mexerica vai bem ao natural ou preparada em forno e fogão. Dá sabor aos doces, perfuma os salgados. As receitas comprovam que a fruta é irresistível em qualquer variedade

Olívia Fraga,

09 Julho 2009 | 09h25

Mexerica, tangerina, poncã, mandarina, bergamota, mimosa, carioca... Não é fácil citar todas as maneiras como a fruta é conhecida nem listar as variedades encontradas de Norte a Sul do País. Integrantes da mesma família, elas se dividem em duas espécies. A Citrus reticulata tem as frutas maiores e a casca enrugada. São as tangerinas, e entre suas variedades mais conhecidas está a poncã. A outra, Citrus deliciosa, tem frutas menores, achatadas e de casca brilhante. São as mexericas. Alguns gomos pela manhã; a fruta inteirinha no fim da refeição; um copo de suco bem docinho; uma caipirinha de tangerina com bastante gelo... Ela vai bem a qualquer hora ou lugar. E, se você não costuma levar a fruta para a cozinha, esta é uma boa época para tentar: a alta temporada vai até o fim de agosto. A mexerica se presta tanto às receitas doces como às salgadas. Embora seja mais aguada, substitui a laranja em molhos de carnes, marinadas de peixes e caldas de sobremesa. Veja também: Receita de tartelette de nutella com tangerina Receita de carpaccio de salmão marinado com tangerina Receita de cheesecake de tangerina Receita de sopa de tangerina Receita de magret com poncã "Pela acidez e doçura, ela fica melhor em carnes mais gordurosas ou peixes de sabor rico", ensina o chef português Vitor Sobral, do restaurante Terreiro do Paço, em Lisboa, que tem em seu cardápio dois pratos com a fruta,o fricassé de tangerina e salada de tangerina com hortelã, servida com sopa de cenoura. Alice Waters, do californiano Chez Panisse, ensina a fazer aperitivos com a casca da tangerina no livro The Art of Simple Food. Quem também não perde a chance de usar a fruta é a paulistana Tatiana Szeles. Em seu Boa Bistrô, a mexerica sempre dá o ar da graça, nem que seja timidamente, num prato de salada. Confira algumas receitas da chef e também a do cheesecake de tangerina que faz sucesso no Caffé Latte. Suco farto, acidez e doçura equilibradas, quando o assunto é mexerica, a única dificuldade é comer a fruta sozinho: ela é tão cheirosa que ninguém consegue comer escondido. Quem abre uma mexerica já sabe, vai ser obrigado a dividir com quem está por perto. Boa Bistrô – Rua Padre João Manuel, 950, 3082-5709 Caffé Latte – Rua do Comércio, 58, 3242-1700  

Mais conteúdo sobre:
Paladar tangerina mexerica

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.