'Cultivo em estufa exige uso de agrotóxicos'

A pesquisadora da Universidade Federal do Paraná Sônia Stertz comparou, em seu trabalho de doutorado, resíduos de agrotóxicos em cultivos orgânicos, convencionais e hidropônicos feitos nos arredores de Curitiba (PR). Publicado em 2004, o trabalho ainda causa surpresa pelos resultados.

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2011 | 03h06

Sua análise de 141 hortícolas comercializadas em Curitiba mostrou as amostras dos sistemas orgânico, convencional e hidropônico com, respectivamente, 9,68%, 33,87% e 41,18% de algum tipo de resíduo de agrotóxicos. Por que, em sua opinião, os hidropônicos apresentaram maior quantidade de resíduos ?

Pelo que observei, a própria natureza do cultivo, feito em estufa, um ambiente muito diferente do natural, causa um certo desequilíbrio ambiental que propicia o aparecimento de fungos, bactérias e outros. Em função disso, os produtores precisam usar mais agrotóxicos.

Você detectou presença de resíduos em orgânicos também. Como explica?

Podem ser solos contaminados por organoclorados, substâncias que demoram 30 anos para desaparecer. Pode ser contaminação resultante de poluição industrial ou da presença de cultivos convencionais nos arredores, que se propagam pela água ou pelo ar. É preciso cuidado para cultivar orgânicos. / K.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.