Custo é de R$ 3 mil por hectare

Na unidade da Epamig de São João del Rei, o sistema foi instalado em 2005 e foi usado por dois períodos de seca. Em 2005, irrigou área cultivada com aveia e, no outro ano, a lavoura escolhida foi a de feijão. O lucro da produção colhida na área irrigada, nos dois ciclos de seca, foi suficiente para pagar as despesas com insumos, como sementes, adubo, inseticidas, horas de máquina e mão-de-obra, e mais o custo de aquisição, montagem e operação. ''Ao fim do segundo ciclo de rega, o sistema estava quitado.''O equipamento foi montado com motobomba monofásica (3 cavalos) e vazão de 9 metros cúbicos/hora. A área irrigada foi de 2,44 hectares e o custo/hectare, somando material, instalação e operação do sistema, foi de R$ 2.280,60. ''Hoje, o custo não deve ultrapassar R$ 3 mil/hectare.''A tecnologia está sendo aperfeiçoada e o próximo passo é desenvolver um kit de instalação, padronizado, para facilitar a montagem do equipamento na propriedade rural. INFORMAÇÕES: Epamig, tel. (0--31) 3489-5000

Fernanda Yoneya, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2008 | 02h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.