Custo total da Rnest é estimado em US$18,5 bi, diz CEO da Petrobras

A Refinaria do Nordeste (Rnest), que deverá começar a operar ao final do ano, custará ao todo 18,5 bilhões de dólares para a Petrobras, disse nesta terça-feira a presidente-executiva da estatal, Maria das Graças Foster, em depoimento à CPI do Senado.

Reuters

27 de maio de 2014 | 11h55

A Rnest, que tem 87,4 por cento das obras realizadas, segundo a executiva, teve aprovado um orçamento de 13,4 bilhões de dólares, esclareceu a assessoria de imprensa, após fala de Foster à CPI.

A diferença entre o valor aprovado e o total orçado se deve a aditivos contratuais, reajustes nos contratos, por extensão de prazos, e pela variação cambial.

(Por Leonardo Goy)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAREFINARIANORDESTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.