D. Orani: mau tempo que mudou local da JMJ foi surpresa

O arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta, afirmou na manhã deste domingo que a chuva e o frio dos primeiros dias, que obrigaram a transferência dos dois últimos eventos de Guaratiba, na zona oeste, para Copacabana, foram "uma surpresa". Em discurso feito na missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Copacabana, d. Orani disse que "Deus nos fala pelos acontecimentos". "Não nos desesperamos se as coisas não acontecem como planejamos. O Senhor conduz a história", completou.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

28 de julho de 2013 | 10h45

D. Orani disse ainda que a jornada, apesar das mudanças, chamou atenção para as dificuldades da periferia da zona oeste e que sugeriu ao prefeito Eduardo Paes que a área seja transformada em um bairro popular chamado Campo da Fé. O arcebispo se emocionou ao agradecer a passagem de Francisco pelo Rio, que chamou de "anúncio de paz".

"Já estamos com saudade. Segunda-feira vai faltar alguém muito importante e próximo de nós, que nos deixou muito feliz", acrescentou. D. Orani afirmou que a missão agora é a evangelização. "Iremos contigo às ruas, às periferias, aos excluídos", concluiu.

Mais conteúdo sobre:
JMJpapachuvaOrani

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.