Danceteria holandesa anuncia plano para ´pista sustentável´

Uma danceteria em Roterdã, na Holanda, apresentou planos de se converter em uma casa noturna sustentável - utilizando energia gerada pelos freqüentadores na pista de dança. O clube, chamado de Sustainable Dance Club, deve usar água da chuva nos banheiros, cerveja biológica e paredes que mudam de cor de acordo com o calor gerado pelas pessoas.O consultor técnico do projeto, o professor Han Brezet ,da Universidade de Tecnologia de Delft, disse que ficou "surpreso" com a repercussão do projeto, anunciado em um evento especial na danceteria."Esperávamos 200 pessoas no local para o evento, mas tivemos que fechar cedo de tanta gente que apareceu", disse ele. "Estou surpreso - aqui em Roterdã está surgindo um novo movimento. É uma cidade criativa, com uma subcultura interessada em aplicar sustentabilidade de forma prática", disse ele.Método Brezet disse que há vários métodos que estão sendo considerados para captar a energia pelo piso da pista de dança, entre eles a ativação de um gerador elétrico à medida em que as pessoas dançam, ou um método pneumático."Enquanto as pessoas dançam por sobre uma lona, o ar debaixo dela pode ser bombeado para dentro e para fora", diz ele. Outra idéia, que pode ser aplicada a longo prazo, é o aproveitamento da piezeletricidade - vinda da polarização elétrica causada por deformações mecânicas em cristais.Nessa caso, uma superfície feita de cristais geraria eletricidade conforme estivesse sendo pisada - uma alternativa que pode se revelar muito cara, diz Brezet.Ele disse que, em um futuro próximo, espera ver alguns dos princípios do Susteinable Dance Club aplicados em outras áreas."Em danceterias, não se presta muita atenção à acústica", exemplifica ele. "Projetos para acústicas mais eficientes reduziriam a quantidade de energia usada."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.