Daniela Mercury lança campanha da ONU em SP

m meio a bandeiras com as cores do arco-íris, a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Prefeitura de São Paulo lançaram nesta segunda-feira na capital paulista a campanha "Livres e Iguais", que busca promover a igualdade de direitos humanos às pessoas LGBT.

MÔNICA REOLOM, Agência Estado

28 Abril 2014 | 21h36

Cerca de 100 pessoas prestigiaram o evento no auditório da Prefeitura, que teve como convidada especial a cantora Daniela Mercury, campeã de igualdade da ONU. Sua mulher, Malu Verçosa, acompanhou a cerimônia da primeira fila. "O que falta neste País é respeito", disse Daniela, que chamou quatro drag queens para subir ao palco - "elas são lindas, não acham?". "Todo mundo é muito parecido quando a gente chega perto e todo mundo precisa das mesmas coisas e de respeito dentro de casa", afirmou.

"Essa campanha que estamos lançando discute algo que deveria ser muito simples e óbvio, mas que é uma luta muito antiga", afirmou o secretário municipal de direitos humanos e cidadania, Rogério Sottili. Segundo ele, ao menos uma pessoa morre por dia no País vítima de homofobia. "Infelizmente, esse é um problema no mundo inteiro, o que aumenta infinitamente esse número." Uma das pessoas mais aplaudidas, mesmo no meio de sua fala, Keila Simpson, presidente da Associação de Travestis da Bahia, ressaltou sua vida de luta. "Tenho 49 anos e vou viver pelo menos mais 49 em que vou buscar igualdade e liberdade para todos os LGBTs deste País."

Casais na plateia tiravam selfies e postavam nas redes sociais com a hashtag #livreseiguais. Drag queens com perucas amarelas e roxas e saltos altíssimos desfilavam cumprimentando a todos. Previsto para as 18h30, o evento começou às 19h40. Embora não estivesse previsto em sua agenda, o prefeito Fernando Haddad (PT) também participou.

Mais conteúdo sobre:
ONUcampanhaDaniela MercuryLGBT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.