Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Das crianças de 10 a 12 anos, 40% já tomaram bebida alcoólica

Na faixa etária de 13 a 15, 72% dos alunos de escolas particulares já provaram álcool; pais costumam incentivar

Isis Brum / JORNAL DA TARDE, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2010 | 00h00

Quase 40% das crianças brasileira de 10 a 12 anos matriculadas em escolas particulares consumiram bebida alcoólica ao menos uma vez na vida, segundo levantamento da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), divulgado anteontem. Na faixa etária dos 13 aos 15, a ingestão de álcool, pelo menos uma vez, aumenta para 72% dos estudantes da rede particular.

 

Entre 10 e 12 anos, 27,9% das crianças da rede pública experimentaram bebida pelo menos uma vez ante 38,5% dos matriculados em colégios pagos. De 13 a 15, 60,3% dos estudantes da rede pública tinham consumido álcool.

 

Segundo especialistas, o primeiro contato com a bebida frequentemente ocorre nas festas de fim de ano com a permissão dos pais. "As crianças começam a ingerir bebida alcoólica principalmente nas festas de Natal e Ano Novo, incentivadas pelos pais, como brincadeira", afirma a psicóloga Alessandra Licco, que se especializa em Saúde Mental de Crianças e Adolescentes pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

 

Foram ouvidos 50.890 alunos das 26 capitais brasileiras e do Distrito Federal dos ensinos fundamental e médio, das redes particular e pública.

 

Correção. O Ministério da Saúde, em nota, corrigiu a informação sobre execução do orçamento do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Drogas. O balanço do Mais Saúde, programa de metas do ministério para 2008-2011, trazia a informação de que o plano havia aplicado o equivalente a 2% do orçamento.

 

Lançado neste ano, o plano não estava previsto na primeira versão do Mais Saúde. Segundo o ministério, os recursos para programa chegaram só em agosto, dos quais 60% já foram empenhados. A expectativa é de que a totalidade seja repassada para municípios até o fim do mês. / COLABOROU LÍGIA FORMENTI

 

Contato precoce

“Às vezes, o primeiro contato com o álcool começa antes mesmo dos 11 anos. A partir dos 13, o jovem quer se contrapor aos pais e tendem a agir de modo contrário às orientações que recebeu. Mas os pais que bebem são modelos a serem copiados.”

ALESSANDRA LICCO

PSICÓLOGA

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.