Decon aponta irregularidades e interdita hotel no Rio

Policiais da Delegacia do Consumidor (Decon) interditaram nesta sexta-feira, 3, o hotel Atlântico Rio, na rua Xavier da Silveira, em Copacabana (zona sul). Segundo nota distribuída pela Polícia Civil, o hotel, de quatro estrelas, não tinha autorização definitiva para funcionamento nem condições sanitárias para receber hóspedes. Outra irregularidade, segundo a secretaria, era a venda de pacotes que ofereciam serviços inexistentes. O gerente e um dos donos do hotel foram levados à sede da delegacia, onde prestaram esclarecimentos.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

03 de janeiro de 2014 | 14h33

A Secretaria Municipal de Proteção de Defesa do Consumidor participou da ação. Segundo o subsecretário, Fábio Ferreira, os hóspedes foram reacomodados em outros hotéis da região. Os problemas no Atlântico Rio começaram quando dois geradores foram instalados para garantir energia para todo o prédio. Vizinhos passaram a reclamar de barulho e poluição do ar. Na fiscalização desta sexta-feira, policiais e agentes encontraram várias outras irregularidades. "Recebemos denúncias das condições precárias de funcionamento. Hoje, nos deparamos com hóspedes transtornados. Apenas um elevador estava funcionando, algumas pessoas ficaram presas no elevador, faltavam extintores, havia andares ainda em obras, as mangueiras de água estavam inadequadas. Determinados a suspensão das atividades até que o hotel comprove ter perfeitas condições de atender o consumidor. Demos prazo de dez dias para que eles expliquem por que começaram a funcionar sem plenas condições de atendimento. Também vamos ouvir os hóspedes e depois fixar a multa e emitir o auto de infração", informou Fábio Ferreira.

Mais conteúdo sobre:
Deconhotelinterdição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.