Defeito em tubulação abre cratera ao lado do Maracanã

A menos de dois meses do início da Copa das Confederações, um defeito em uma tubulação da Cedae - concessionária responsável pela distribuição de água no Rio de Janeiro - abriu uma cratera próxima ao estádio do Maracanã, que será um dos palcos da competição. Com o vazamento de água, as duas pistas da Avenida Radial Oeste, na zona norte da cidade, foram inundadas e tiveram que ser interditadas.

MÔNICA CIARELLI, Agência Estado

05 de maio de 2013 | 12h13

Agentes da Cet-Rio estão no local para orientar os motoristas sobre as mudanças no trânsito. De acordo com a Cedae, o reparo da tubulação deve ser concluído até o final da tarde deste domingo. A concessionária garantiu que o abastecimento na região não foi afetado e, por isso, descarta o risco de falta de água.

O estouro da tubulação ocorreu no fim desta madrugada, por volta das 5h30. Os carros que passavam no local foram surpreendidos pelo vazamento e precisaram voltar na contramão.

O acidente deixou o trânsito lento nas proximidades do Maracanã. Os motoristas que seguem em direção ao centro da cidade estão sendo desviados para a Rua São Francisco Xavier na altura da Mangueira. Quem segue no sentido Méier é desviado para o Viaduto Oduvaldo Cozzi.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroMaracanã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.