Defensoria faz mutirão na Central do Brasil, no Rio

Os cariocas podem tirar dúvidas e ter atendimento gratuito especializado sobre questões jurídicas nas áreas de direitos do consumidor, civil e criminal, além de encaminhar processos e dar entrada em pedidos de registro civil e de documentação básica, até às 20 horas de hoje, na Estação Central do Brasil. A ação marca o Dia Nacional da Defensoria Pública, com cerca de 100 defensores, estagiários e servidores de apoio.Segundo o defensor público geral do Estado do Rio, José Raimundo Batista Moreira, a data marca o lançamento da campanha Cidadania, Eu Defendo, que será permanente. De acordo com ele, um dos focos de atuação da Defensoria Pública do Estado do Rio é possibilitar o acesso da população de baixa renda ao registro civil de nascimento. Moreira destacou ainda que no Rio há um alto índice de sub-registro civil, principalmente nos municípios mais carentes, e mesmo com mutirões, a demanda tem sido grande. "Acredito que 20% da população mais carente de lá não tem um registro civil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.