Deflação maior no atacado garante queda do IGP-10

A forte desaceleração dos preços de alguns produtos no atacado garantiu uma queda do IGP-10 na abertura de 2009, mostraram dados divulgados nesta quinta-feira. O Índice Geral de Preços-10 caiu 0,85 por cento em janeiro, seguindo a leve alta de 0,03 por cento em dezembro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsável pelo cálculo. O indicador foi calculado com base na variação dos preços entre os dias 11 de dezembro e 10 de janeiro. A queda foi mais acentuada do que o estimado por analistas consultados pela Reuters, que apostavam em um recuo de 0,42 por cento para o indicador. Em janeiro de 2008, o IGP-10 teve alta de 1,02 por cento. Entre os componentes do IGP-10, o Índice de Preços por Atacado (IPA) caiu 1,50 por cento em janeiro, ante queda de 0,22 por cento em dezembro. De acordo com comunicado da FGV, a forte queda de 7,53 por cento dos preços do subgrupo Veículos e acessórios respondeu, em boa medida, pela forte retração do IPA. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), por sua vez, subiu 0,62 por cento, mesma variação registrada no último mês de 2008. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou um ganho de 0,17 por cento, uma desaceleração frente ao avanço de 0,33 por cento de dezembro. (Por Renato Andrade)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.