Deic encontra laboratório de produção de DVDs piratas

O Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic) desativou ontem um laboratório de produção de DVDs falsificados em Osasco, na Grande São Paulo. Segundo a polícia, os donos dos equipamentos seriam os principais fornecedores de mídias piratas da cidade e região. O local tinha capacidade para produzir 600 cópias por hora.

DANIELA DO CANTO, Agencia Estado

06 Agosto 2009 | 02h48

A equipe da Delegacia Antipirataria do Deic investigava quem seriam os fornecedores de DVDs piratas aos ambulantes de Osasco e de cidades vizinhas, quando chegou a uma residência casa no bairro de Presidente Altino. No local estavam instaladas 10 torres de gravações.

Cada equipamento podia gravar simultaneamente 12 mídias. Também foram apreendidos 10 impressores de encartes e 70 mil DVDs prontos para distribuição. O material passou por perícia. Duas pessoas prestaram esclarecimentos à polícia.

Mais conteúdo sobre:
crimeSPpirataria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.