Delegado da PF vai assumir Secretaria Antidrogas em Curitiba

Delegado Fernando Francischini assumirá a nova secretaria; objetivo é reduzir os crimes e homicídios do tráfico

Evandro Fadel, de O Estado de S. Paulo,

18 Fevereiro 2008 | 17h30

O delegado Fernando Francischini, que chefiava a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, em São Paulo, vai assumir na quinta-feira, 21, a Secretaria Municipal Especial Antidrogas de Curitiba.   O objetivo da nova secretaria é reduzir os índices de homicídio e outros crimes ligados ao tráfico de drogas. "Vamos trabalhar principalmente com crianças e jovens, disputando seu tempo e atenção, oferecendo projetos com atividades interessantes, para cortar o fluxo financeiro do tráfico", disse Francischini.   O prefeito de Curitiba, Beto Richa, está enviando à Câmara o projeto que cria a secretaria.   Licenciado da PF, o delegado espera realizar um trabalho articulado com outras secretarias como Defesa Social, Educação, Saúde, Cultura, Esporte e Lazer, Ação Social e Assuntos Metropolitanos.   Segundo o futuro secretário, haverá apoio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), que privilegia ações em 11 regiões metropolitanas consideradas mais violentas. O governo federal pretende investir R$ 6,7 bilhões até 2012.   Como delegado, Francischini participou do planejamento de grandes operações da PF, como as que resultaram nas prisões do traficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadia e do contrabandista Law Kim Chong.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.