DEM quer explicações de Mantega sobre associação com Votorantim

O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), pediu na quarta-feira a convocação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, para explicações ao Congresso sobre a compra de parte do Banco Votorantim pelo Banco do Brasil. No último dia 9, o Banco do Brasil anunciou a compra de metade do Votorantim por 4,2 bilhões de reais. Segundo o governo e integrantes do Votorantim, a aquisição dará maior escala aos dois bancos. A oposição, no entanto, questiona se a operação não foi feita para ajudar uma instituição financeira em dificuldades. "Não houve transparência", criticou o parlamentar da oposição, para quem o desempenho do ministro da Fazenda tem criado dificuldades para o país no combate aos efeitos da crise financeira global. O requerimento do presidente do DEM foi apresentado à Comissão Representativa do Congresso Nacional, colegiado de deputados e senadores que faz uma espécie de plantão durante o recesso parlamentar. O presidente do Congresso, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), também comanda a comissão. Ele é que decidirá se convocará os colegas para que seja debatido o pedido de convocação de Mantega -- que está de férias. Integrante governista da comissão, o senador Renato Casagrande (PSB-ES) considera natural a participação do Congresso no debate. O parlamentar ponderou, no entanto, que o tema não demanda pressa. "Não vejo que isso seja uma ação urgente. Mas, se marcar a reunião, eu estarei lá", comentou. O recesso parlamentar acaba no dia 2 de fevereiro. (Reportagem de Fernando Exman)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.