Demóstenes apresenta relatório da CPI do Apagão Aéreo

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que apura o apagão aéreo, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), iniciou em sessão na tarde de hoje a leitura de seu parecer final, no qual sugere o indiciamento de 23 pessoas ligadas ao setor aeronáutico.   A maioria dessas pessoas trabalha na Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). A recomendação do indiciamento já havia sido antecipada pelo jornal O Estado de S.Paulo no último dia 4.Em 1.107 páginas, Demóstenes Torres solicita à Polícia Federal e ao Ministério Público que investiguem as contas de 18 empreiteiras e consórcios, já que teriam sido constatadas irregularidades em seis obras em aeroportos que movimentaram um total de R$ 973 milhões.   Após a leitura final da versão resumida do relatório, de 85 páginas, o texto será levado à votação. A base do governo deve atuar para excluir nomes da lista dos pedidos de indiciamento. O principal objetivo dos governistas é extrair o nome do ex-presidente da Infraero, o deputado federal Carlos Wilson (PT-PE).

ANA PAULA SCINOCCA, Agencia Estado

24 de outubro de 2007 | 15h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.