Dengue vira epidemia na capital do Rio

O município do Rio vive uma epidemia de dengue, segundo a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil. A epidemia se caracteriza quando são registrados mais de 300 casos por 100 mil habitantes e a tendência é crescente.

FÁBIO GRELLET / RIO, O Estado de S.Paulo

25 Abril 2012 | 03h33

No mês de março foram notificados 376,5 casos por 100 mil habitantes. De 1.º de janeiro a 21 de abril houve 50. 016 casos da doença e 12 mortes no município.

No mesmo período do ano passado ocorreram 31 óbitos na cidade. Em 2002 e 2008, anos das últimas epidemias, houve 62 e 136 óbitos, respectivamente, nesse mesmo período no Rio.

Os bairros com maior incidência da doença são Grande Bangu (13.292 casos), Grande Madureira (11.140) e Campo Grande (8.224). As três regiões já haviam superado os 300 casos por 100 mil habitantes no balanço anterior. Em março, Bangu registrou 846,6 casos por 100 mil habitantes, Campo Grande chegou a 686,9 e Madureira, 543,5.

Foram realizadas 2.125.322 inspeções neste ano.

Estado. Em todo o Estado do Rio foram registrados 64.423 casos de dengue neste ano, até ontem. No mesmo período de 2011 haviam sido notificados 96.253. Ao todo houve 13 mortes em 2012:12 no Rio e 1 em Niterói.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.