Depoimento do caso Glauco só depende de advogado

O delegado Archimedes Cassão Veras Junior, do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Delegacia Seccional de Osasco, na Grande São Paulo, aguarda a chegada do advogado do estudante Carlos Eduardo Sundfeld, de 24 anos, para dar início ao depoimento do suspeito da morte do cartunista Glauco. O advogado deve chegar por volta das 14 horas, segundo informações da Polícia Federal (PF).

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

16 de março de 2010 | 13h00

De acordo com a PF em Foz do Iguaçu, no Paraná, onde Cadu, como o jovem é chamado, está detido desde a noite de domingo, Archimedes chegou no final da manhã de hoje, entrando na sede da corporação pela porta lateral, sem dar entrevistas. O estudante confessou ter matado Glauco e o filho da vítima, Raoni, na madrugada da última sexta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
GlaucocartunistasuspeitodepoimentoPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.