Deputado ruralista quer punir devastadores da Amazônia

O presidente da Comissão de Agricultura da Câmara, deputado Marcos Montes (DEM-MG), afirmou hoje que quem promoveu a devastação criminosa na Floresta Amazônica tem de ser punido. O assunto será discutido hoje, no Palácio do Planalto, em reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com sete ministros, entre eles, a do Meio Ambiente, Marina Silva. Para o deputado, que é representante da bancada ruralista, é preciso dar todos os instrumentos para que a devastação acelerada na Amazônia não ocorra novamente. Ele disse ter poucas informações sobre o assunto, mas destacou que o setor de soja, por exemplo, não pode ser responsabilizado como um todo, mas sim as pessoas que efetivamente agiram na devastação ambiental. Montes disse que é a favor de se preservar o meio ambiente, mas ponderou que a questão ambiental não pode ser um empecilho para a produção. "É preciso encontrar um meio termo", afirmou Montes.

FABIO GRANER, Agencia Estado

24 de janeiro de 2008 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.