Deputados italianos trocam socos durante votação de reformas

Deputados italianos trocaram socos no Parlamento nesta quarta-feira, enquanto a tensão sobre um programa duro de reformas atingia o ponto culminante.

REUTERS

26 Outubro 2011 | 10h58

Pelo menos dois deputados da Liga Norte, que integra a coalizão de centro-direita do governo, lutaram com membros do partido da oposição FLI, de Gianfranco Fini. Dois deputados agarraram a garganta um do outro enquanto outros parlamentares corriam para separá-los.

A sessão parlamentar foi suspensa por vários minutos depois da briga, que começou por causa das sarcásticas declarações feitas na televisão por Fini, alegando que a esposa do líder da Liga, Umberto Bossi, havia se aposentado aos 39 anos de idade.

Bossi se recusou a fazer mais do que leves concessões às medidas propostas pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi, por causa das objeções da Liga a reformar o generoso sistema previdenciário da Itália como parte das reformas exigidas por líderes europeus.

Berlusconi participa da cúpula da União Européia em Bruxelas nesta quarta-feira com uma carta de intenções sobre as reformas para incentivar o crescimento estagnado e reduzir a dívida da Itália.

Mas críticos, inclusive banqueiros italianos, dizem ser necessárias garantias mais substanciais.

Mais conteúdo sobre:
ITALIA SOCOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.