Desafio ao chef: Michaela Machado

Nós escolhemos os ingredientes. Ela preprara uma receita inédita

Lucinéia Nunes, O Estado de S.Paulo

17 Julho 2008 | 03h48

Quando esteve em São Paulo, no fim de maio, para divulgar a culinária de sua região com aulas e um festival na Viandier Casa da Gastronomia, a chef piauiense Michaela Machado trouxe na mala, entre outros ingredientes, potes de bacuri. A fruta do Piauí e Maranhão é usada em compotas, sorvetes, sucos e doce de corte. Neste desafio, ela usou a geléia de bacuri para fazer um molho agridoce que foi servido com quadradinhos de peito de peru empanados em flocos de milho e castanha de caju. Formada em artes plásticas, Michaela começou a mexer nas panelas aos 9 anos, mas só escolheu a gastronomia como profissão bem mais tarde. Para preparar a receita abaixo, Michaela usou a geléia de bacuri da também piauiense Lili Doces (tel.: 89 3440-1124). ''Ela pode ser substituída por geléia de laranja ou maracujá'', sugere a chef. Croc de peru com molho agridoce de bacuri Rendimento: 3 a 4 porções Ingredientes Para o croc de peru: 350g de peito de peru cortado em cubos; 1 dente de alho grande amassado; 1 ovo; 100g de farinha de trigo; 50g de flocos de milho sem açúcar; 50g de castanha de caju moída; 400 ml de óleo para fritar; sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto; Para o molho: 50 ml de vinagre de maçã; 100 ml de água; sal a gosto (o suficiente para ficar agridoce); 2 colheres (sopa) rasas de açúcar; 100g de geléia de bacuri Preparo Croc: Tempere os cubos de peru a gosto com sal, pimenta e alho. Reserve. Misture a castanha com os flocos de milho, picados, e reserve. Empane os cubinhos na farinha de trigo, no ovo e finalize na mistura de castanha e flocos de milho. Frite em óleo quente até dourar e deixe escorrer no papel toalha. Molho: Junte os ingredientes na panela e deixe reduzir a 1/3 em fogo baixo. Montagem Sirva os crocs de peito de peru sequinhos e ainda quentes com o molho agridoce à parte.

Mais conteúdo sobre:
receita chef peru bacuri

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.