Desaparecidos na região serrana do Rio somam 165

O número de desaparecimentos na região serrana do Estado do Rio de Janeiro há dois anos, quando fortes chuvas castigaram a área, soma 165 pessoas, segundo levantamento do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (Plid), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). As informações são da Agência Brasil.

EQUIPE AE, Agência Estado

12 de janeiro de 2013 | 13h25

No total, à época foram comunicados ao Ministério Público o desaparecimento de 653 pessoas, a maioria das cidades de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis, as mais atingidas pelas chuvas. Os dados indicam que 340 destas pessoas foram localizadas com vida e 151 resultaram em óbitos, cujos corpos foram encontrados e sepultados.

O Plid recebeu, inicialmente, mais de 2 mil comunicações, que resultaram na consolidação dos 653 desaparecimentos efetivamente catalogados. Aquela temporada de chuvas na região serrana do Rio deixou mais de 900 pessoas mortas e outras 7 mil desabrigadas.

O governo federal repassou para as obras de reconstrução na região R$ 106 milhões, mas pouco mais da metade deste valor, desde então, foi liberada e R$ 47 milhões permanecem empenhados, segundo dados do Ministério da Integração Nacional.

Mais conteúdo sobre:
chuvasRiodeslizamentodesastre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.