Descoberto plano para matar procurador e juiz em AL

O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, revelou hoje a descoberta de um plano para assassinar o procurador da República na cidade alagoana de Arapiraca, Rodrigo Tenório, e o juiz federal Rubens Canuto. Segundo Souza, a Polícia Federal (PF) está investigando o caso e pode vir a apontar os responsáveis pela idéia nos próximas dias. O procurador-geral não deu detalhes sobre o plano. Tenório e Canuto já estão sob proteção da PF.Souza divulgou o caso em entrevista coletiva em Maceió, Alagoas. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), também acompanharam o anúncio o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, Antonio Carlos Bigonha, o procurador-chefe da Procuradoria da República em Alagoas, Roberto Olegário de Souza, e representantes dos magistrados e da PF. "Não será o afastamento do procurador que irá alterar o resultado de qualquer investigação, de processo ou qualquer outro prosseguimento que tenha curso no município de Arapiraca", afirmou Souza.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2008 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.