Desemprego no Brasil sobe a 5,7% em fevereiro--IBGE

O desemprego brasileiro subiu para 5,7 por cento em fevereiro, ante 5,5 por cento em janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira.

REUTERS

22 Março 2012 | 09h13

Pesquisa da Reuters mostrou que, pela mediana das previsões de 19 analistas consultados, a taxa seria de 5,9 por cento no mês passado. As estimativas variaram de 5,7 a 6,2 por cento.

A taxa de janeiro havia sido a menor para o mês desde o início da série histórica, em 2002.

Em fevereiro de 2011, a taxa ficou em 6,4 por cento, sendo que em dezembro passado chegou à mínima histórica de 4,7 por cento.

O emprego é uma das principais preocupações deste ano para o governo, que por isso vem se empenhando para garantir um crescimento econômico na casa de 4 por cento no período. A atenção redobrou porque, em 2011, o país registrou expansão de apenas 2,7 por cento.

Para tanto, entre outros, o Banco Central acelerou o ritmo de corte nos juros básicos em 7 de março, de 10,50 para 9,75 por cento ao ano para estimular o consumo e, consequentemente, a atividade.

Além disso, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, tem dito que o governo adotará medidas para incentivar a economia, sobretudo o setor industrial. Mas exigirá contrapartidas, como a manutenção de empregos.

O mercado de trabalho mostrou sinais de fraqueza recentemente. Em fevereiro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, a economia brasileira gerou 150.600 postos de trabalho em fevereiro, 57 por cento a menos do que no mesmo período do ano anterior.

(Reportagem de Diogo Ferreira Gomes)

Mais conteúdo sobre:
MACRO DESEMPREGO FEVEREIRO ATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.