Deuses e mortais

Eis que Richard Wagner está de volta ao Teatro Municipal. Depois de 'A Valquíria', no ano passado, agora é a vez de O Crepúsculo dos Deuses, ópera cheia de paixões e deuses que conclui a famosa tetralogia 'O Anel dos Nibelungos', ganhar uma versão. Será a primeira neste palco desde 1959. O maestro Luiz Fernando Malheiro conduz a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coral Lírico, sob direção cênica de André Heller-Lopes, que buscou referências no folclore e na cultura do Brasil para construir sua leitura. O elenco traz nomes como a soprano Eliane Coelho, interpretando Brünhild, e o tenor John Daszak como Siegfried. GC

O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2012 | 03h12

Teatro Municipal (1.530 lug.). Pça. Ramos de Azevedo, s/nº, metrô Anhangabaú, 3397-0327. Dom. (12 e 19) e sáb. (25), 16h; 3ª (14), 6ª (17) e 5ª (23), 18h. R$ 40/R$ 100 .

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.