Dezenas são mortos em ataques do grupo Al Shabaab na Somália

Confrontos no sul da Somália entre militantes do grupo Al Shabaab e forças do governo mataram pelo menos 24 pessoas, enquanto um ataque rebelde na capital matou três trabalhadores do Ministério dos Transportes e um parlamentar, disseram autoridades e o grupo neste sábado.

REUTERS

23 Maio 2015 | 15h08

O Al Shabaab lançou um ataque contra tropas do governo no final da sexta-feira na regiões do Baixo Shabelle, ao sul da capital Mogadíscio. Os confrontos duraram até a madrugada de sábado e mataram pelo menos 24 pessoas, disseram moradores.

Em dois ataques com armas de fogo na capital, o grupo, que quer derrubar o governo apoiado pelo Ocidente, matou três pessoas trabalhando para o Ministério dos Transportes e, em outro ataque mataram um parlamentar, disseram a polícia e um outro parlamentar.

O Al Shabaab assumiu a autoria dos ataques no sul e na capital. "Nós continuaremos matando os inimigos", disse à Reuters Sheikh Abdiasis Abu Musab, porta-voz de operações militares do grupo.

(Por Feisal Omar e Abdi Sheikh)

Mais conteúdo sobre:
SOMALIA MORTES ATAQUES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.