Dezessete são denunciados por violentar jovens em SP

O Ministério Público Estadual denunciou à Justiça um grupo de 17 pessoas (oito adultos e nove adolescentes) acusado de ameaçar, espancar e violentar uma menina de 13 anos e um menino de 12 dentro de um clube da cidade de Paulo de Faria, a 529 quilômetros de São Paulo. O grupo teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e os menores deverão ser encaminhados para a Fundação Casa.

AE, Agencia Estado

03 Julho 2009 | 09h42

Até ontem, quatro pessoas haviam sido presas; quatro adultos estavam foragidos, entre eles, duas mulheres - uma universitária que filmou a ação e uma dona de butique. As agressões ocorreram em 20 de abril na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). O casal marcou encontro para namorar no clube, que estava fechado, quando foi surpreendido pelo grupo.

Segundo o promotor, os menores foram perseguidos, violentados, espancados e ameaçados. Havia outras pessoas conhecidas na cidade, como um professor e o funcionário de uma academia, também presos. As agressões foram registradas pelo celular de uma estudante de Odontologia de São José do Rio Preto, considerada foragida. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Mais conteúdo sobre:
violênciaSPjovens

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.