Diamante de 76 quilates é leiloado por R$ 43 milhões

Considerado perfeito, pedra é conhecida como Arquiduque José.

BBC Brasil, BBC

14 de novembro de 2012 | 08h45

Um dos diamantes mais valiosos do mundo, de 76 quilates, foi leiloado em Genebra alcançando um valor de 20 milhões de francos suíços (US$ 21 milhões, cerca de R$ 43 milhões).

A pedra, conhecida como diamante Arquiduque José, tem estrutura interna considerada perfeita e veio das famosas minas Golconda, na Índia.

O diamante foi leiloado na Christie's e a estimativa era de que alcançasse US$ 15 milhões (mais de R$ 30 milhões), muito mais do que os US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 13 milhões) do preço pago quando foi vendido pela última vez em 1993.

"É um recorde mundial para um diamante (das minas) Golconda e um preço recorde por quilate para um diamante sem cor", afirmou François Curiel, diretor do departamento de joalheria internacional da Christie's.

O nome do comprador não foi revelado.

Jean Marc Lunel, especialista da Christie's, afirmou que o Arquiduque José é valioso pois tem a maior qualidade de forma, cor e claridade já encontrada em um diamante além de possuir uma história interessante.

A pedra foi nomeada a partir do arquiduque José Augusto da Áustria, um príncipe da linhagem dos Habsburgos, que teria depositado o diamante em um cofre de banco em 1933.

Segundo a Christie's, três anos depois ele foi vendido para um banqueiro europeu que o manteve em um cofre na França, onde permaneceu sem ser descoberto durante a Segunda Guerra Mundial, reaparecendo novamente em um leilão em 1961 e novamente na Christie's em novembro de 1993. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.